quinta-feira, 5 de agosto de 2010

As Bandas Musicais nas Igrejas Assembléia de Deus no Brasil

A banda musical dentro das ADs, ainda assume um papel muito importante.



Por João Luiz Vieira Lima - Banda & Orquestra

No meio evangélico, a banda musical ainda assume um papel muito importante, principalmente nas ADs. Nossas igrejas ainda conservam esta tão importante tradição de manter uma banda em cada templo. Por menor que seja a congregação, à uma igreja sede, podemos notar a ativa participação de uma banda musical nos cultos.

Graças à Deus que os nossos líderes ainda estimulam e apoiam esta tão preciosa prática musical. Somente aqui no Brasil, nossas bandas representam uma expressão máxima na cultura musical, por representarem quase que 80% de Bandas Musicais que ainda sobrevivem neste século em nosso País. Isto é mais um exemplo de fé e da ajuda do TODO-PODEROSO.

Apesar das nossas bandas serem integradas na maioria por músicos amadores, ainda considero o nível técnico bem alto em relação de outras bandas seculares existentes no Brasil. Nossas bandas ainda sobrevivem pela hereditariedade que nossos ancestrais nos transmitiram com o passar dos tempos, nos incentivando e despertando em nós o desejo e interesse em executar um instrumento.

Contudo, ainda as atividades musicais envolvendo a prática da banda dentro das ADs., estão sendo deixadas de lado, principalmente pela geração deste século, que optaram mais pela música eletrônica à prática tradicional da Banda.

Nossas Bandas, apesar de amadoras, possuem um bom nível técnico, tanto é que nossas bandas possuem instrumentos em bons estados de conservação e qualidade sonora.

Acredito que, se houvesse um empenho maior por parte de nossos músicos, regentes e pastores, poderíamos realizar um excelente trabalho de expansão das nossas bandas pelo Brasil. Condições temos e de sobra. O que falta é fé e coragem para trabalharmos, nos empenhando ao máximo, evitando assim que nos próximos anos nossa Banda não venha se extinguir de nossas igrejas.

Nossa música, como também nossas bandas, correm o risco de se extinguirem, pelo fato de correntes e influências de músicos de vanguarda, que aos poucos estão introduzindo na igreja uma música secular profana.

Acredito que a Assembléia de Deus tem a chance de lançar um movimento a nível nacional a fim de divulgar e melhorar o nível de nossas bandas e de nossos músicos e regentes, desenvolvendo um programa de informação, através de SIMPÓSIOS SOBRE REGÊNCIA DE BANDAS e outros meios de divulgação.

Muitos cristãos, principalmente desta última década, não valorizam a prática da banda, devido ao movimento de conjuntos eletrônicos (guitarra, baixo, sintetizadores), que ocuparam um lugar de maior prioridade em nossas igrejas. Podemos observar que nos cultos destes último anos, a banda toca apenas 2 ou 3 hinos com a congregação, devido à outros números "especiais", que tomam lugar na liturgia do culto.

O que já estou prevenindo, é que as nossas Bandas desaparecerão das ADs, dando lugar a músicos desta nova geração, influenciados com esta música de vanguarda que está dizimando nossas bandas e corais.

Notamos, que os hinos congregacionais (H.C), já caíram no desuso dos cristãos. Durante os cultos, ouvimos mais corinhos do que um hino da H.C. Isto é um descuido de nossos líderes (não desrespeitando), e sim um alerta para que os mesmos mantenham a nossa tradição da prática de banda, e não abrir mão para tais inovações.

Publicado originalmente no site da AD em Medianeira/PR

2 comentários:

joven disse...

beautiful blog..pls visit mine and be a follower.. thanks and God bless..

http://forlots.blogspot.com/

Anônimo disse...

Interessante a visão do querido irmão e comedido o seu argumento, minha experiência é pouquissima e bem medíocre na área musical, falo com sinceridade e sem hipocrisia, mas vejo não só as bandas musicais e orquestras com um bom nível de sonoridade, vejo LEVITAS que Deus tem levantado e na vontade de enaltecer a Deus da melhor forma posível, mediante a oportunidade que os mesmo conseguem ter, pois em se tratando da A.D. eu digo que é uma Extraordinária vanguarda existir Instrumentistas bendizendo a DEUS, pois é ele quem concede graça e virtude para que estes grupos instrumentais, mesmo que resumido, ainda existam de forma firme e salutar no culto ao Deus Eterno, digo que por Vontade Divina e não me atrevo a dizer por apoio de Líderes no máximo eu digo que estes permitem, mas Apoio é uma palavra um tanto sólida para este Trabalho, digo isto porque não és assim a visão Bíblica e a Instituição Assembléia de Deus estar longe de ter em seu seio de Sentimento, ou seja, vontade intríseca de Alma, a visão do que é um Trabalho Musical no Santuário e na Sociedade,vai além de uma visão litúrgica, transcende a barreira do Servir a Deus, é invadir o sobrenatural e destruir o inferno de uma forma incisiva e racional, nossa Igreja ainda é uma criança em estágio de maturação embrionária, quero ressaltar que tais palavras não é uma pessoa em tristeza por não ver a forma Séria e correta nas Igrejas, mas de um ser Humano que entende que para ser fazer algo para DEUS no minímo deve-se observar o que Diz a Palavra de Deus, afirmo que não só na área instrumental há esta anomalia, mas em outras áreas do Som e da Adoração que se preta nesta Instituição Pentecostal tão admirada pela Sociedade.

Kleyber Santiago
Servo

Related Posts with Thumbnails