quarta-feira, 23 de julho de 2014

Olho vivo - Campanha de Dilma vai focar o público evangélico


A campanha da presidente Dilma Rousseff deverá ter uma coordenação específica para os evangélicos. Em reunião realizada na terça-feira, 22, no Palácio do Alvorada com os comandantes dos partidos que formam a coligação pela reeleição de Dilma, ficou acertado que os presidentes do PSD, Gilberto Kassab, do PROS, Eurípides Júnior, e do PRB, Marcos Pereira, ajudarão a montar uma agenda de encontros da presidente com lideranças evangélicas do País.

No encontro de terça-feira, 22, que teve também a participação do vice-presidente da República, Michel Temer (PMDB), e dos ministros da Casa Civil, Aloizio Mercadante, e das Relações Institucionais, Ricardo Berzoini, presidentes das siglas aliadas expuseram a Dilma a necessidade de se montar desde o início uma estrutura voltada para esse público, que soma mais de 40 milhões de pessoas, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Justificaram ainda que esse eleitorado tem se identificado mais com o candidato Pastor Everaldo (PSC), da Assembleia de Deus, e demonstra resistência ao Partido dos Trabalhadores. "O eleitorado evangélico reclama muito de uma parte do PT favorável ao casamento de homossexuais e (à descriminalização do) aborto", afirmou Marcos Pereira.

Com isso, o núcleo da campanha petista pretende argumentar que o governo Dilma cumpriu a promessa assumida com lideranças evangélicas em 2010, de não propor alterações na legislação do aborto. "Ela (Dilma) deixou claro (ontem) que não vai apoiar o que não tiver consenso entre os partidos", disse Pereira. O aborto foi um dos principais temas abordados no segundo turno da disputa presidencial de 2010, quando a presidente conquistou seu primeiro mandato.

A reunião de ontem serviu para transmitir a mensagem de que os aliados terão voz nos rumos da campanha. Marcaram presença o presidente do PT, Rui Falcão; do PDT, Carlos Lupi; do PCdoB, Renato Rabelo; do PP, Ciro Nogueira; do PROS, Eurípedes Júnior; do PRB, Marcos Pereira; e do PSD, Gilberto Kassab. O presidente do PR, senador Alfredo Nascimento (AM), não compareceu, mas o partido enviou como representante o deputado Luciano Castro (RR), vice-líder do governo na Câmara.

Fonte: LeiaJá

Embora não tenha se envolvido pessoalmente em temas polêmicos, Dilma tem cumprido sim a agenda do PT, recheada de idéias contra a vida, a família e a moral e bons costumes. Porque nem ela nem o PT se manifestaram quando Joaquim Barbosa decidiu que todos os cartórios deveriam proceder casamentos homossexuais? Porque ignorou quando o PT atirou pesado contra lideranças evangélicas que se opunham à candidatura de  Haddad, ao PLC 122 e à PLC 58/2014-Lei da Palmada (Silas Malafaia, Marco Feliciano, Pr Eurico etc)? Porque a ministra Ideli Salvatti, seguindo orientação da presidenta orientou retomar a discussão da tal PLC 122 após as eleições? Se uma parte do PT luta por medidas "ultra-progressistas", como deixa claro o presidente do PRB, Marcos Pereira, em qual parte do PT Dilma está?

segunda-feira, 21 de julho de 2014

ONU diz que perseguição de cristãos no Iraque é crime contra humanidade

Demorou para dar apenas um pio!
Leia mais AQUI







quinta-feira, 17 de julho de 2014

Pérolas da música gospel brasileira



Dentre outras:
"Churrasco e Coca-Cola" (Veracy)
"Sabor de Mel" (Damares)
"Faz um coração pra Deus" (Dan e Daniel)
"O passinho abençoado" e "Desse jeitinho" (Tonzão)

Tem ainda:
"Festa de crente" - Banda Som e Louvor
"Porta na cara (Filho meu)" - Thalles Roberto
"Cai fogo" - Pregador Luo
"Toda sorte de bençãos" - David Sacer

quarta-feira, 9 de julho de 2014

Cristãos do Iraque pedem ajuda à União Européia


Líderes cristãos no Iraque pediram nesta quarta-feira (9) que a União Europeia (UE) atue para evitar "uma guerra civil" que ameaça os cristãos, "uma minoria muito frágil". "Os europeus têm um dever moral com o Iraque", declarou o patriarca da Igreja Caldéia do Iraque, Luis Sako.

"Esperamos que se comprometam para salvar o que pode ser salvo", por meio de "uma solução política" à crise, acrescentou Sako, que viajou a Bruxelas para uma reunião com os líderes da UE, entre eles o presidente do Conselho (que representa os 28 Estados membros), Herman Van Rompuy.

Sako expressou sua inquietação sobre a situação dos cristãos que continuam fugindo das zonas conquistadas pelos jihadistas no norte do Iraque. "Por enquanto, os cristãos não estão na mira" do Estado Islâmico (EI), mas "temos que esperar e ver a evolução da situação", ressaltou.

Junto a Sako estava o bispo de Mossul da Igreja Católica Síria, Yohann Petros Mouche, que indicou que "quase não há mais cristãos em sua cidade", onde as igrejas caldéias e sírias ortodoxas foram ocupadas pelos insurgentes. Mossul registrava 35.000 cristãos em 2003, antes da invasão americana.

Em todo o Iraque, "se nada mudar, a presença cristã será apenas simbólica" devido à fuga dos cristãos para os países vizinhos (Turquia e Líbano), Europa e Estados Unidos" advertiu Sako. Estima-se que os cristão são entre 400.000 e 500.000, segundo o líder cristão, que recordou que antes de 2003 eram mais de um milhão.

"Somos uma minoria muito frágil, já que não temos exército nem milícias" diferentemente de outros grupos religiosos e étnicos do país, finalizou o patriarca.

Fonte: LeiaJá

quinta-feira, 3 de julho de 2014

Império: A nova novela gay da Globo, substituirá "Em Família"



Anunciada a nova novela na faixa da 21h da Globo, que substituirá "Em família", encurtada por baixa audiência. Como tem se repetido, a trama terá um par gay e adúltero, já que um dos personagens é casado e vai se enrolar com outro homem. Os atores José Mayer e Klebber Toledo esperam que as cenas de beijos sejam constantes. Novamente o autor é Aguinaldo Silva, conhecido por expor seu habitat.


Por falar nisto, a imprensa tem noticiado que a Globo vai queimar todos os cartuchos e aumentar a intensidade das cenas de lesbianismo entre as protagonistas de "Em família".

Para que tudo dê certo em seu novo intento, a equipe tem estudado maneiras de cooptar interesse, primeiro escalando um grande e apelativo elenco de profissionais experientes e famosos, depois modificando a forma de exibir os capítulos, com os velhos ganchos de antecipar cenas do próximo episódio, seguindo ainda por colocar como destaque a figura de uma mulher batalhadora que tenta manter a FAMÍLIA unida e por fim, deixando os personagens gays "no armário", um deles descrito como "pai de família", soltando-os pouco a pouco. Perceba que a palavra "família" tem sido recorrente, tanto em títulos quanto no enredo todo. Isso é estratégico para fixar a ideologia da diversidade.

Sinceramente, nunca assisti novela nem acompanho enredo, mas de tanto ler manchetes acerca desses produtos, tenho publicado sobre a insistência daquela emissora em massificar a cultura homossexual, levando para os lares, em horário diversos, cenas chocantes de relacionamento entre pessoas do mesmo sexo. Absurdo.

Mesmo que parte da sociedade tenha se manifestado repudiando tais produções e consequentemente fazendo a audiência cair, não há nada que possa deter a ideia fixa da Globo de continuar levantando a bandeira do liberalismo gay. O pior é que muita gente que deveria se posicionar contra, assiste, quer por hábito, quer por curiosidade.

Penso, com tristeza, que muitos dos autoproclamados "evangélicos" têm contribuído, e muito, para manter elevados índices de audiência dessas tramas horrorosas. Permitem que suas mentes e seus lares sejam moldados, nivelados (novelados mesmos) e finalmente acomodados a este pensamento perverso. No final, tudo parecerá tão normal.

Sai da frente da TV. Acorda! Tua família está em risco!


Leia mais: 
Related Posts with Thumbnails